Faça o seu PEDIDO DE MÚSICA

Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Tocando Agora:

entrevistas entrevistas

entrevistas

“Homens e mulheres morreram para minha geração chegar até aqui”, diz missionário

Com 22 anos, William Barth, serve voluntariamente como assessor do CACEMAR (Centro de Acolhimento Casa Esperança e Missão Refúgio). A ONG atua em Burkina Faso, na África, desenvolvendo projetos humanitários com meninos escravizados pela cultura islâmica. William foi o idealizador do projeto ...

entrevistas

“Homens e mulheres morreram para minha geração chegar até aqui”, diz missionário

Com 22 anos, William Barth, serve voluntariamente como assessor do CACEMAR (Centro de Acolhimento Casa Esperança e Missão Refúgio). A ONG atua em Burkina Faso, na África, desenvolvendo projetos humanitários com meninos escravizados pela cultura islâmica. William foi o idealizador do projeto ...

entrevistas

“Homens e mulheres morreram para minha geração chegar até aqui”, diz missionário

Com 22 anos, William Barth, serve voluntariamente como assessor do CACEMAR (Centro de Acolhimento Casa Esperança e Missão Refúgio). A ONG atua em Burkina Faso, na África, desenvolvendo projetos humanitários com meninos escravizados pela cultura islâmica. William foi o idealizador do projeto ...

entrevistas

“Homens e mulheres morreram para minha geração chegar até aqui”, diz missionário

Com 22 anos, William Barth, serve voluntariamente como assessor do CACEMAR (Centro de Acolhimento Casa Esperança e Missão Refúgio). A ONG atua em Burkina Faso, na África, desenvolvendo projetos humanitários com meninos escravizados pela cultura islâmica. William foi o idealizador do projeto ...

entrevistas

“Homens e mulheres morreram para minha geração chegar até aqui”, diz missionário

Com 22 anos, William Barth, serve voluntariamente como assessor do CACEMAR (Centro de Acolhimento Casa Esperança e Missão Refúgio). A ONG atua em Burkina Faso, na África, desenvolvendo projetos humanitários com meninos escravizados pela cultura islâmica. William foi o idealizador do projeto ...

entrevistas

“Homens e mulheres morreram para minha geração chegar até aqui”, diz missionário

Com 22 anos, William Barth, serve voluntariamente como assessor do CACEMAR (Centro de Acolhimento Casa Esperança e Missão Refúgio). A ONG atua em Burkina Faso, na África, desenvolvendo projetos humanitários com meninos escravizados pela cultura islâmica. William foi o idealizador do projeto ...

entrevistas

“Homens e mulheres morreram para minha geração chegar até aqui”, diz missionário

Com 22 anos, William Barth, serve voluntariamente como assessor do CACEMAR (Centro de Acolhimento Casa Esperança e Missão Refúgio). A ONG atua em Burkina Faso, na África, desenvolvendo projetos humanitários com meninos escravizados pela cultura islâmica. William foi o idealizador do projeto ...

entrevistas

“Homens e mulheres morreram para minha geração chegar até aqui”, diz missionário

Com 22 anos, William Barth, serve voluntariamente como assessor do CACEMAR (Centro de Acolhimento Casa Esperança e Missão Refúgio). A ONG atua em Burkina Faso, na África, desenvolvendo projetos humanitários com meninos escravizados pela cultura islâmica. William foi o idealizador do projeto ...

entrevistas

“Homens e mulheres morreram para minha geração chegar até aqui”, diz missionário

Com 22 anos, William Barth, serve voluntariamente como assessor do CACEMAR (Centro de Acolhimento Casa Esperança e Missão Refúgio). A ONG atua em Burkina Faso, na África, desenvolvendo projetos humanitários com meninos escravizados pela cultura islâmica. William foi o idealizador do projeto ...

entrevistas

“Homens e mulheres morreram para minha geração chegar até aqui”, diz missionário

Com 22 anos, William Barth, serve voluntariamente como assessor do CACEMAR (Centro de Acolhimento Casa Esperança e Missão Refúgio). A ONG atua em Burkina Faso, na África, desenvolvendo projetos humanitários com meninos escravizados pela cultura islâmica. William foi o idealizador do projeto ...

entrevistas

“Homens e mulheres morreram para minha geração chegar até aqui”, diz missionário

Com 22 anos, William Barth, serve voluntariamente como assessor do CACEMAR (Centro de Acolhimento Casa Esperança e Missão Refúgio). A ONG atua em Burkina Faso, na África, desenvolvendo projetos humanitários com meninos escravizados pela cultura islâmica. William foi o idealizador do projeto ...

entrevistas

“Homens e mulheres morreram para minha geração chegar até aqui”, diz missionário

Com 22 anos, William Barth, serve voluntariamente como assessor do CACEMAR (Centro de Acolhimento Casa Esperança e Missão Refúgio). A ONG atua em Burkina Faso, na África, desenvolvendo projetos humanitários com meninos escravizados pela cultura islâmica. William foi o idealizador do projeto ...

entrevistas

“Homens e mulheres morreram para minha geração chegar até aqui”, diz missionário

Com 22 anos, William Barth, serve voluntariamente como assessor do CACEMAR (Centro de Acolhimento Casa Esperança e Missão Refúgio). A ONG atua em Burkina Faso, na África, desenvolvendo projetos humanitários com meninos escravizados pela cultura islâmica. William foi o idealizador do projeto ...

entrevistas

“Homens e mulheres morreram para minha geração chegar até aqui”, diz missionário

Com 22 anos, William Barth, serve voluntariamente como assessor do CACEMAR (Centro de Acolhimento Casa Esperança e Missão Refúgio). A ONG atua em Burkina Faso, na África, desenvolvendo projetos humanitários com meninos escravizados pela cultura islâmica. William foi o idealizador do projeto ...

entrevistas

“Homens e mulheres morreram para minha geração chegar até aqui”, diz missionário

Com 22 anos, William Barth, serve voluntariamente como assessor do CACEMAR (Centro de Acolhimento Casa Esperança e Missão Refúgio). A ONG atua em Burkina Faso, na África, desenvolvendo projetos humanitários com meninos escravizados pela cultura islâmica. William foi o idealizador do projeto ...